quinta-feira, 29 de junho de 2017

PUBLICAÇÃO DIÁRIO DA MANHÃ 23/2017 /GUARDADOS


Guardados

São muitos os guardados importantes
Que juntamos em vida. Alguns, frutos do apego.
Entulhamos nossos lares com objetos
Que nos impedem de abrir espaços
e, nos renovarmos.
Mudanças são saudáveis,
mas vivemos cheios de pesos.
Os guardados valiosos são aqueles
Que carregamos na memória.
Outros tantos no coração.
São momentos vividos,
Sorrisos, abraços, palavras de ternura,
Situações de paz e aconchego.
O que tem real importância
É tudo aquilo que é guardado na alma.


Isabel C S Vargas

Publicado no Diário da Manhã/Pelotas/RS
Data: 2017.06.29/ Quinta-Feira/ Página 19

quarta-feira, 28 de junho de 2017

CAPA DE PERFIL / DIA DOS NAMORADOS 1/ 2/ 3








MEU TEXTO EM LIVRO DE OURO DO CONTO BRASILEIRO CONTEMPORÂNEO 2017


Isabel Cristina Silva Vargas 
Pelotas / RS


Olhar enluarado
      
Mulheres com lindos vestidos em tons suaves
Colares coloridos ao pescoço e enfeites nos cabelos
A música romântica e ritmada dava um toque sensual
Aos corpos que dançavam na pista onde brilhavam estrelas.
Ele viera à festa por curiosidade masculina.
Não pensara em nenhum instante que sua vida mudaria.
Encostou-se em uma árvore e dali tinha uma boa visão de tudo.
Nenhuma mulher em especial chamara sua atenção até que...
Distante dos jovens, em um recanto na penumbra
Avistou algo que prendeu sua atenção por completo.
Não conseguia desprender os olhos...
Eram como dois holofotes a fixá-lo.
Ela era diferente de todas as outras. O cabelo, a roupa
O olhar. Ah esse parecia fulminar. Impossível não ficar fascinado.
Era como imergir em algo profundo e desconhecido.
Ao mesmo tempo era como se tudo ficasse claro.
Não conseguiu sair dali, sequer tocá-la, nem balbuciar nada,
Não sabe o tempo que fitou aqueles olhos iluminados
Pelo luar prateado que cobria a noite.
Quando percebeu ela já se afastava entre os coqueirais.
Permaneceu incrédulo sem saber quanto tempo.
Percebeu que vira alguém que jamais esqueceria.
Pensou ser um sonho, tão irreal lhe parecera a visão.
Só um pedaço de sua roupa presa à árvore indicava o oposto.

http://www.camarabrasileira.com.br/loc17-005.html

MEU TEXTO EM LIVRO DE OURO DA POESIA BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA 2017

Isabel Cristina Silva Vargas 
Pelotas / RS


Lamento

A falta de amor que assola o mundo,
A corrupção que a tudo emporcalha,
A mentira que mancha a alma,
A falta de caráter que compromete o futuro.
Lamento pelo que perdeu a vida
Por falta de atendimento;
Por aquele que tem fome apesar de trabalhar.
Lamento a falta de hospitais
Por falta de consciência.
A falta de instrução por não ter escola.
Lamento pela mãe que chora a perda do filho;
Pela criança que perdeu o pai no crime,
Pela professora que perdeu o emprego
Por todos aqueles que perderam a vergonha.
Lamento pelos que labutam
E são ludibriados,
Pelos que não tem fé
E diante de tudo perderam a esperança.

                                                             http://www.camarabrasileira.com.br/lop17-014.html 

MEU TEXTO EM ANTOLOGIA DE POETAS BRASILEIROS CONTEMPORÂNEOS 151




Isabel Cristina Silva Vargas 
Pelotas / RS


Abraços

Abraços são laços de amor,
Afagam, acolhem, protegem.
O abraço faz bem a quem dá
Muito mais a quem recebe.
Também pode ser o contrário,
Depende da intenção,
Circunstância, relação entre ambos.
Abraços são verdadeiros elos
De uma corrente de bem.
Pura energia!
Há momentos que tudo
Que alguém possa querer
É um simples abraço.
Mesmo que não exista amor
Entre as pessoas envolvidas
Os abraços são reais.
Não creio em abraços de mentira.
Sempre poderá produzir algo bom.


                                                          http://www.camarabrasileira.com.br/apol151-012.html

PUBLICAÇÃO DIÁRIO DA MANHÃ 22/2017 E TUDO VIRA FESTA...


E TUDO VIRA FESTA...

Dizem muitos que nosso país não é sério.
Vive-se em festa, sem levar nada com seriedade.
Somos um país de paz e amor. Somos?
Somos a terra do sol, da música, da praia
Que costeia os estados de norte a sul.
Brasileiro ama carnaval, frevo, samba e futebol.
Muitas situações difíceis são encaradas com otimismo
Mas, há momentos tão sérios
Que muitos riem para não chorar.
Quem olha de longe, não percebe o sorriso
Que esconde a dor de ser enganado
E, a música é para não ouvir os lamentos
De cada um que chora escondido.
E, a festa prossegue...


Isabel C S Vargas

Publicado no Diário da Manhã/Pelotas/RS
Data:2017.06.27/Terça-Feira/ página 19

ENTREVISTA PARA INTERCÂMBIO CULTURAL ENTRE A PARAÍBA , BRASIL E OUTROS PAÍSES


INTERCÂMBIO CULTURAL ENTRE A PARAÍBA, BRASIL E OUTROS PAÍSES – UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA.

1 - SEU NOME?      Isabel Cristina Silva Vargas

2 - PSEUDÔNIMO?  Isabel C S Vargas (nome abreviado)

3 - ONDE NASCEU? Pelotas/RS/Brasil

4 - ONDE MORA, CIDADE?  Em Pelotas

5 - PROFISSÃO? Comecei minha vida profissional no magistério. Após concluir a faculdade fiz concurso público e trabalhei no serviço público federal até a aposentadoria.
Formada no Magistério, na Faculdade de Direito da UFPEL, em Licenciatura em Direito e Legislação e Legislação aplicada, também na UFPEL, na formação para professores para Ensino Médio, Pós-Graduação em Sociologia (UFPEL), Especialista em Linguagem Verbal, Visual e suas Tecnologias (If-Sul-Rio-grandense), Capacitação em Direitos Humanos e em Material Didático Digital, ambas pela UFPEL
Advogada inscrita na OAB e Jornalista inscrita na DRT

6 - QUANDO COMEÇOU A ESCREVER? Comecei a escrever na década de 90, basicamente, textos sobre a profissão-Direito do Trabalho, Segurança do Trabalhador.

7 - O QUE VOCÊ GOSTA DE ESCREVER? Já escrevi textos profissionais, crônicas, contos e poesia. Hoje, escrevo mais poesia.

8 - QUAL FOI SUA PRIMEIRA PUBLICAÇÃO? A primeira publicação foi no Correio da Lagoa em São Lourenço do Sul/ RS cidade onde costumava fazer palestras sobre Direito do Trabalho.

9 – QUAL A MAIS ATUAL? A mais atual é uma poesia E tudo vira festa... publicada no Diário da Manhã/Pelotas/RS em 27.06.2017

10 - QUE TIPO DE ESCRITA MAIS SE IDENTIFICA COM VOCÊ?
         Aquela que toca o coração, que emociona, que é verdadeira.

11 - VOCÊ FAZ OUTRAS COISAS ALÉM DA ARTE DE ESCREVER?

        Como estou aposentada do trabalho e não da vida. Em 2011 entrei para um curso de pintura que frequento até hoje. Pinto telas à óleo.
         Também faço artesanato em madeira e tricô.
          Neste ano, comecei um novo aprendizado, da pintura alemã
Buernmalerei.


12 – VOCÊ DIVULGA O SEU TRABALHO?
         Divulgo meus trabalhos no Diário da Manhã/Pelotas /RS
Onde já tenho mais de quatrocentas publicações e nos livros que participo, mais de trezentos.

13 - QUEM VENDE SEUS LIVROS? QUAL LIVRARIA?
           Apesar no número de publicações, livro solo tenho Pedaços de Mim pela Editora Beco dos Poetas e disponibilizado pela própria editora, pelo Literatura Periférica e livrarias parceiras na época, 2012/2013, mais um livro publicado pela Academia Literária Lima Barreto/RJ, Livro 23, e dois e-books disponibilizados no Recanto das Letras: Orvalho da Alma e Sentimentos.
             Não vendo livros, não vendo telas nem artesanato. Costumo doar para amigos, em campanhas, em palestras. Já disponibilizei gratuitamente mais de duzentos livros.


14 - QUAL CONTATO PARA QUEM QUEIRA ADQUIRIR SUAS OBRAS?


          O que eu tiver, posso doar. Participo de muitas publicações da Editora Alternativa, Celeiro de Escritores, Câmara Brasileira de Jovens Escritores.

15 - VOCÊ GOSTOU DE PARTICIPAR E TER SUAS OBRAS DIVULGADAS ATRAVÉS DO PROJETO DE INTERCÂMBIO CULTURAL UFPB?
 Gostei muito de ter participado do Intercâmbio com a Universidade Federal da Paraíba, só lamento ter participado uma única vez.

16 - PODE ANEXAR SUA ARTE EM FOTO OU ESCRITA DE UMA DAS PARTICIPAÇÕES DO INTERCÂMBIO CULTURAL UFPB?
Envio foto do livro em Francês, editado pela editora da UFPB.

17 – QUAL O ENDEREÇO DE SEU SITE PARA VISUALIZAÇÃO DOS INTERESSADOS EM CONHECER MELHOR SEU TRABALHO?

http://yzavargas.blogspot.com.br/ Aldravia-Poema de seis palavras
Blog anterior ao primeiro citado

Como comecei a publicar na internet em 2006, tenho outros blogs anteriores.

 Grata pelo envio do formulário.


 Isabel C S Vargas

segunda-feira, 26 de junho de 2017

MEU TEXTO NO SUPLEMENTO JUNINO DA REVISTA EISFLUENCIAS DE JUNHO 2017



Isabel C S Vargas
FOGUEIRA DE SÃO JOÃO - ACRÓSTICO
Isabel C S Vargas

 
F  ogueira de São João, oh beleza!
O  dia mais alegre do mês de junho.
G  arotos faceiros se exibem às meninas,
U  m mais corajoso que o outro.
E  les tentam impressionar a todos,
I  mpetuosos pulando a fogueira.
R  apaz altaneiro! Os olhos da menina brilham.
A  conquista está se estabelecendo.

D  onzelas cantam em roda, batem palmas
E  m esfuziante alegria.

S  aias balançam no ritmo,
Ã/Aplaudem todos os convivas,
O  festerê está no ápice.

J  oão é o Santo famoso
O  que inspirou a fogueira,
Ã/a alegria que aquece corações
O  sinal de um amor que nasceu.


Isabel C S Vargas
Pelotas - RS - Brasil

 http://www.carmovasconcelos-fenix.org/revista/eisFluencias/47-Jun17/eisFluencias_Jun_2017_7_47--A09.htm

REVISTA EISFLUENCIAS JUNHO 2017/SUPLEMENTO JUNINO/INDICE






                       Junho de 2017
Ano VII - Número XLVII
Suplemento Junino
Junho de 2017

67 autores de residência em 5 Países
2
Alemanha
  
1
Angola
61
Brasil
1
Espanha
2
Portugal
ÍNDICEPor ordem alfabética
(CLIQUE NO Nº DE PÁG)
AUTORES
AUTORESPág
Adélia Ege
Adilson Tinoco
AlbertoCohen
01
José Alfredo Evangelista
José Carlos de Arruda
José Ernesto Ferraresso
12
Beco da Preta
Carla Cristina de Oliveira Gomes
Carmelita Ribeiro Cunha Dantas
02
José Hilton Rosa
Josue Ramiro Ramalho
Kalil Guimarães
13
Cecy Barbosa Campos
Clara Lúcia Leite de Araújo
Clêuma Santos Alves
03
L.S.Santos
Luciana do Rocio Mallon
Luciene Freitas
14
Cristiane Grando
Dalton Luiz Gandin
Dayvton Almeida
04
Manuel Gonzalez Alvarez
Marcelo de Oliveira Souza
Marcos Pereira dos Santos
15
Dé Barrense
Eda Carneiro da Rocha - "Poeta Amor"
Editt Schimanoski de Jesus
05
Maria Aparecida Felicori {Vó Fia}
Maria da Fonseca
Maria de Fátima Gonçalves
16
Edson Honório Malasa António
Efigênia Coutinho
Elói Fonseca
06
Maria José da Silva Santos
Maria José Zanini Tauil
Maria Olga de Oliveira Lima
17
Gilberto Moura
Goretti Gonçalves Lotti
Graça Carpes
07
Maria Tomasia
Nequitz Miguel
Neyd Montingelli
18
Hazel de São Francisco
Hilda Persiani
Irá Rodrigues
08
Nilza Stringhetta Rossi
Noeli Tarachuka
Rita Delamari
19
Isabel C S Vargas
Izabel de Azevedo Guimarães
Izabel Eri Diehl de Camargo
09
Rita Queiroz
Rita Rocha
Rosalina Herai
20
JackMichel
Jane Guimarães
Janete Veiga
10
Rosalinda Pessoa Mildner
Rosinha Bonette
Sonia Nogueira
21
Jania Souza
João Carlos Hey
Joaquim Marques
11
Tânia Mara Camargo
Valéria Pisauro
Vicentina Maria da Silva
Vilma Santos