quarta-feira, 31 de maio de 2017

GIFT

































































PUBLICAÇÃO DIÁRIO DA MANHÃ 18/2017 / VOZ INTERIOR


     VOZ INTERIOR


Cenário encantado me envolve
Silêncio interior quebrado
Pelo suave murmúrio das ondas
Deixando meus sentidos em êxtase.


Entrego-me à suavidade do momento
Paz infinita toma conta de meu ser
Meus pensamentos voam leves
Recordando passado recente.


Momento propício para um diálogo interior...
Uma voz sussurra ao meu coração
O quanto é importante não esmorecer e,
Deixar o passado em seu lugar.


A voz sopra que é tempo de renovar
Plantar uma nova semente de esperança
Seguir em frente, sem temor e com confiança
Como as águas de um rio que jamais retornam.


Agradecida deixo a brisa beijar minha face
Acariciar meus cabelos que voam libertos
Inolvidável canção das águas me envolve
E purifica minha alma com seu som límpido.

Isabel C S Vargas



Publicado no Diário da Manhã/Pelotas/RS/
Data:2017.05.31/Quarta-Feira/Página 19

TEXTO 71/2017/MOSTRANDO-SE/CIRANDA

Mostrando-se envaidecida com os galanteios,
Correspondeu as atenções  do adulador experiente,
Sem discernir que era tudo para ganhar suas carícias. 

Isabel C S Vargas
30.05.2017

domingo, 28 de maio de 2017

REVISTA LITERALIVRE 3ªEDIÇÃO /ARMADILHAS.PÁG.13/14


Issuu
Internet Archive
Drive (download direto)
Joomag (Leitura e download)
Yumpu (Leitura)
Recanto Das Letras

MINHA PARTICIPAÇÃO EM ANTOLOGIA LOGOS/MAIO 2017/OS MISTÉRIOS DA DUALIDADE FRAGILIDADE X FORÇA DA MULHER


 
Isabel C S Vargas
 
 
OS MISTÉRIOS DA DUALIDADE FRAGILIDADE X FORÇA DA MULHER
Por Isabel C S Vargas

A mulher, esse mistério da natureza, nas civilizações antigas era desvalorizada frente aos homens. Aquelas que nasciam com qualquer problema eram sacrificadas no nascimento.
Ficava sempre atrás do homem, na posição hierárquica, em direitos. Igualdade, inconcebível.
Nem reconhecimento. Entretanto, cabia a ela muitas tarefas: cuidar do marido (serva) dos filhos, das plantações, da casa. Vivia subjugada. Demorou séculos para que passasse a ter direitos básicos, como acesso à educação, direito de voto, acesso ao mercado de trabalho, tudo às custas de muita luta, engajamento político, com o custo de muitas vidas.
Não se concebe preconceito, discriminação de nenhuma ordem, mas eles existem, apesar das mulheres terem conseguido respeito e acesso à várias profissões.
Atrevo-me a dizer que o caminho das mulheres, como da bela jovem da imagem é sobremaneira mais tortuoso que dos homens. Existe preconceito contra a beleza (se é bela deve ser burra), contra o comportamento (se é alegre, é fácil) contra o modo de vestir (se veste um tanto mais despojada está pedindo para ser estuprada) se é pobre (deve ser uma alpinista social) se mora na periferia (é favelada) se é rica, mesmo que essa riqueza seja fruto de trabalho honesto da família (é fútil, não se preocupa com as necessidades alheias). Enfim sempre ou, na maioria das vezes, recai sobre ela um julgamento como se as mulheres fossem sempre culpadas das mazelas que as atingem.
A mulher desempenha as mais variadas funções, sem haver restrição de carreira, antigamente, consideradas como essencialmente masculinas, como no exército, na aeronáutica, na marinha, no futebol, na mecânica, na construção civil, nas lutas de boxe.
Atualmente existem leis para manter a proporcionalidade feminina na política, em todas as esferas. A despeito de tudo isso, destes avanços as mulheres continuam sendo alvo de violência, tortura física, psicológica dentro de seus lares e assédio moral nos ambientes profissionais.
Infelizmente, sofrem discriminação mulheres de qualquer idade, de diferentes situações econômicas, e o pior não é raro encontrar mulheres com pensamento retrógrado que apoiam o posicionamento de homens que tratam a mulher como se fosse propriedade sua, determinando-lhes o que podem ou não fazer, como vestir, sob pena de sofrerem violência física.
Não esqueçamos daqueles que tratam a mulher com vulgaridade esquecendo-se que ela é portadora da tarefa mais sublime que é dar à luz a um ser.
O que passará no pensamento de uma mulher debaixo de uma vestimenta sofisticada, um chapéu elegante e de uma que veste um macacão e boné e trabalha na limpeza urbana?
Será muito diferente ou pelo fato de ser mulher isto as leva à uma linha de pensamento semelhante?
Quais os temores com relação ao futuro, filhos, família?
O que protege as mulheres hoje? O acesso à instrução, cultura, uma melhor qualidade de vida? Mas há tantas mulheres jovens morrendo no trânsito, nos assaltos (por serem mais frágeis).
Quem veste melhor tem mais portas abertas para galgar posições na sociedade? A competência não é mais importante?
Há quem diga que toda mulher é um mistério a ser decifrado.
Para uns é deusa, linda, inteligente, sedutora, para outros igualada a objeto de consumo, sem vontade própria, escrava dos desejos masculinos, objeto de luxúria, destituída de valor.
Amadas ou desvalorizadas ainda são mortas em nome do amor, mas quem ama não mata.
Por fim há aqueles que as comparam com bruxas, manipuladoras, sem conseguir desvendar sua alma, seus desejos. Bruxas por serem seres que sangram como animais, enfeitiçam os homens, trabalham, são muito delicadas em muitas situações e ainda carregam os filhos na barriga e são capazes de por eles darem a vida, esquecendo-se se si mesma.
São seres misteriosos ou não? Eu diria que esse mistério só pode ser compreendido pelo amor.

Isabel C S Vargas
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil
http://www.icsvargas3.blogspot.com.br/
 
 
              http://www.carmovasconcelos-fenix.org/LOGOS/L25/LOGOS25-Maio2017-30.htm


ANTOLOGIA LOGOS/MAIO 2017/ÍNDICE


FÉNIX

LOGOS Nº 25
MAIO - 2017




ÍNDICE GERAL
  (clique no nº da página)

Adélia Ege
Ademar Inácio da Silva (dema)
Adilson Tinoco Rezende  
Admilson Faria (Poeta Magnata)
Adriana Quezado
Pág 01
José Coelho Maciel
José Ernesto Ferrarresso
José Hilton Rosa
José Miguel Cumbi
Josue Ramiro Ramalho  
Pág 36
Alberto Chetula
AlbertoCohen
Alcione Sortica
Aldo Moraes  
Alfredo Costa Pereira
Pág 02
Juarez Florintino Dias Filho
Juliana Carvalho 
Juliani Gomes dos Santos
Juraci da Silva Martins
Jussara Zanatta
Pág 37

Alfredo dos Santos Mendes
Alfredo Pérez Alencart
Amilton Maciel Monteiro
Ana Dias
Ana Isabel Rosa
Pág 03
Laerte Tavares
Lauriano Santos
Lauro Kisielewicz
Leninha Barros Tacon
Leomária Mendes Sobrinho
Pág 38

Ana Maria Brasiliense
Ana Paula Costa Brasil
Ana Rosa
Ana Rosenrot
Anabela Gaspar Silvestre
Pág 04
Leonilde Fontes
Leunira Batista Santos Sousa
Lia Finn  
Ligia Tomarchio
Lilian Rose Marques da Rocha
Pág 39

André Anlub
André da Silva Flores
Andréa Rezende
Angel Popovitz
Anna Ribeiro
Pág 05
Lin Quintino
Lindalva Maria da Silva Casteluber
Lisié Chavry Champier
Lixa Palosa
Loreley Molinelli
Pág 40

António Barroso (Tiago)
António D'Araújo
António Justo
Antônio Paiva Rodrigues
Arcélio Alfredo Zitha  
Pág 06
Luciana do Rocio Mallon
Luciene Freitas
Luísa Galvão Lessa Karlberg
Luiz Gilberto de Barros - Luiz Poeta
Luiza De Marillac
Pág 41

Ariovaldo Cavarzan
Arnaldo Leodegário Pereita
Augusta Schimidt
Augusto Barbosa Coura Neto
Augusto Pedro Esteve  
Pág 07

Madalena Ferrante Pizzatto
Magno Guedes
Manoel Virgílio Cortes
Manuel González Alvarez
Manuel J.F. de Sousa
Pág 42

Aurea Abensur (Orinho)
Beco da Preta
Beki Bassan
Benedita Azevedo
Benedito Dimas Ferreira
Pág 08

Manuela Baptista
Mara Lígia Biancardi  
Mara Narciso
Marcelo de Oliveira Souza
Márcia Sanchez Luz
Pág 43

Camila Gomes  
Camilo Lemos  
Candy Saad
Carla Cristina de Oliveira Gomes
Carlos Costa
Pág 09

Marco Aurélio Maurer Dalla Vecchia
Marcondes Tavares
Mardilê Friedrich Fabre
Maria Antonieta Gonzaga Teixeira
Maria Cláudia Alecrim
Pág 44

Carlos Lúcio Gontijo
Carmindo Carvalho
Carmo Vasconcelos
Cecília Leonor Brescianini 
Cecília Maria R. de Souza 
Pág 10

María Cristina Garay Andrade
Maria da Fonseca
Maria da Glória Jesus de Oliveira
Maria de Fátima Gonçalves
Maria de Lourdes Schenini Rossi Machado
Pág 45

Cecília Ugalde
Cecy Barbosa Campos
Célia de Paula
Celia Lamounier de Araujo
Celso Ferruda
Pág 11

Maria Goret Chagas
Maria Helena Guedes
Maria João Brito de Sousa
Maria José da Silva Santos
Maria José Zanini Tauil
Pág 46

Ceres Marylise Rebouças
Cezar Ubaldo  
Chico Bento
Christina Hernandes
Cida Vieira
Pág 12

Maria Lorenci
Maria Luiza Bonini
Maria Olga de Oliveira Lima
María Sánchez Fernández
Maria Thereza Neves
Pág 47

Ciducha Seefelder
Clara Lúcia Leite de Araújo
Claudemir Mesquita  
Cláudio Dortas
Clêuma Alves
Pág 13

Marinês Bonacina
Mario Rezende
Marisa Schmidt
Marise Ribeiro
Marli Voigt
Pág 48

Clevane Pessoa de Araújo Lopes
Conceição Tomé (São Tomé)
Cristiane Grando
Daizi Eneida Vallier
Dalton Luiz Gandin 
Pág 14

Marta Avalos Ugalde
Matheus Luamm
Maura Soares
Mauricio Duarte (Divyam Anuragi)
Mauro Morais
Pág 49

Dara Mendes  
Dayvton Almeida (O Ser Poeta)
Dé Barrense
Deodato António Paias
Diego Mendes Sousa
Pág 15

Meire Pérola Santos
Mercília Rodrigues
Merlin Magiko
Mila Lopes
Minyentani WAKA Khossa
Pág 50

Dinorá Couto Cançado
Dom Moysés Barbosa
Domingos Bispo de Sousa
Domini Wassandjuca
Donzília Martins
Pág 16

Mírian Warttusch
mongiardimsaraiva
Monica Puccinelli
Mouzinho do Rosário Narope
Nadia Celestina Bagatoli
Pág 51

Eda Carneiro da Rocha
Edgardo Xavier
Editt Schimanoski de Jesus
Ednaldo dos Santos
Edson Honório Malasa António 
Pág 17

Nadilce Beatriz Zanatta
Nancy Castro Cobo
Nara Pamplona
Nazaré G. (NANÁ)
Nemilson Vieira de Moraes
Pág 52

Eliamar Cavallero
Eliana Ellinger
Eline Pereira dos Santos
Elio Mollo
Elio Moreira
Pág 18

Ngonguita Diogo
Ngunza Domingos Alberto
Nicolau Saião
Nídia Vargas Potsch
Noeli Tarachuka
Pág 53

Élio Santos  
Eliza Gregio
Eloah Westphalen Naschenweng
Elói Fonseca
Elza Pinto Alemão
Pág 19

Norma Haydée Perez
Nuno Rebocho
Odir Milanez
Ógui Lourenço Mauri
Olívia de Fátima Batista Miranda
Pág 54

Emanuel Medeiros Vieira
Ernesto Moamba (Filho da África)
Ervin Figueiredo
Eugênia Diana da Silva de Camargo
Eunice Guimarães e Aloisio Rosa
Pág 20

Olsen Jr.  
Orestes Bonini
Óscar Fanheiro 
Osmarosman Aedo
Pablo Valadares  
Pág 55

F. Corte Real
Fábio Pacheco  
Fátima Cordeiro  
Fatima De Royes Mello (Fofinha)
Fátima Gonçalves
Pág 21

Patrícia Lopes D. Nascimento 
Paulo Schenini
Paulo Sérgio Nanni
Pedro Henrique Delgado Zeni
Pág 56

Fátima Porto
Felder Simoes
Felipe Aquino, Prof.
Felipe Ehrenbrink Kessler
Florinda Dias
Pág 22

Pedro Kialongo Avelino
Pedro Pires Bessa
Pedro Vutsivu  
Pedro Waleca  
Raquel Ordones
Raymundo de Salles Brasil
Pág 57

Francisco Ferreira
Francisco Loss Dossa
Francisco Martins Silva
Francisco Miguel de Moura
Frassino Machado
Pág 23

Reginaldo Martins
Rejane Machado
Renã Leite Corrêa Pontes
Richard Priminta  
Rita Delamari
Pág 58

Fredy Ngola
Gabriel Teodoro Fernandes
Gabriele Loureiro Bruschi
Gaiô - Maria Ap.de R.Gaiofatto
Gerci Oliveira Godoy
Pág 24

Rita Queiroz
Rita Rocha
Roberto Rodrigues de Menezes
Rogério Martins Simões
Ronaldo Werneck
Pág 59

Gilberto Lima
Gilberto Moura  
Gilberto Nogueira de Oliveira
Gilda Pinheiro de Campos
Gislaine Canales
Pág 25

Rosa Leme
Rosa Resende
Rosalia Dinelli
Rosalinda Mildner
Rosimeire Leal da Motta Piredda
Pág 60

Gleison Mákalas Paulino  
Gosmindo Ngalelo  
Graça Carpes
Gustavo Aragão  
Gusttavo Dias Bandeira Berleze
Pág 26

Rosinha Bonette
Rossana Aicardi Caprio
Rozelene Furtado de Lima
Ruthy Neves   
Ruy Serrano
Pág 61

Hazel de São Francisco
Helena Martins
Helenice Maria Reis Rocha
Henrique da Silva C. Minatto Porto
Henrique Lacerda Ramalho
Pág 27

Sandra Fayad
Sanjo Muchanga
Severo d'Acelino
Sidnei Piedade
Silas Correa Leite
Pág 62

Heralda Víctor
Hilda Persiani
Humberto Napoleón Varela Robalino
Humberto Pinho da Silva
Humberto Rodrigues Neto - Humberto Poeta
Pág 28

Silvana Mello
Silvia Ângela Rabone Palma
Silvino Potêncio
Sombra - Poeta Sombra  
Sonia Cardoso
Pág 63

Igor Soares Veiga – “Perigor”
Ilda Maria Costa Brasil
Iner Muchine 
Ione Perez
Irá Rodrigues
Pág 29

Sônia Gonçalves (Son Dos Poemas)
Sonia Medeiros Imamura
Sonia Nogueira
Sueli do Espirito Santo  
Tânia Brito de Melo
Pág 64

Irene Mercedes Aguirre
Isabel C S Vargas
Isabel Furini
Issis Antunes
Ivan Leite
Pág 30

Tania de Souza Avelino
Téka Castro
Tere Tavares
Teresinka Pereira
Tereza Maria Carneiro
Pág 65

Ivone Boechat
Izabel de Azevedo Guimarães 
Izabella Zanchi
Jaak Bosmans
JackMichel
Pág 31

There Válio
Tonny Cota
Urda Alice Klueger
Valdir Cremasco
Valeria Pisauro
Pág 66

Jacque Soumelfe  
Janaina Yhema
Jandyra Adami
Jane Guimarães
Janete Sales Dany
Pág 32

Van Zimerman
Vanderli Granatto
Vania Maria de Souza  
Venancio Castillo
Vera Maria Cândido Sangiorgi
Pág 67

Janete Veiga
Jani Brasil
Jania Souza
Jarbas Junior
Jax
Pág 33

Vera Passos
Verônica Marzullo de Brito
Vicentina Maria da Silva
Vieirinha Vieira
Vilma Cunha Duarte
Pág 68

Jereh Muniz
João Carlos Hey
João Coelho dos Santos
João Marcos Malucelli
Joaquim Marques
Pág 34

Vilma Santos
Virgínia Branco
Vivaldo Terres
W.J.Solha
Yanni Tugores
Pág 69

johnmaker
Jonnata Henrique Marinho
José Alfredo Evangelista
José Antonio Jacob
José Bessa Freire
Pág 35

Yara Nazaré
Yna Beta
Zélia Chamusca
Yuri Cuvula
ZzCouto
Pág 70





 - Novo autor nas Antologias LOGOS da Fénix
(Todos os trabalhos foram autorizados pelos Autores e são de sua inteira responsabilidade)